Assunto sobre CÃES


Trauma Ocular em Cães e Gatos

Ferimentos oculares infelizmente são uma ocorrência comum em animais. Muitos tipos de ferimentos ocorrem, como lacerações da pálpebra, proptose (onde o olho é forçado para fora do lugar), ferimento direto ao olho e/ou pálpebras, espinhos e outros ferimentos de corpos estranhos, ferimentos de unhas de gato, ferimentos de mordidas caninas, lacerações da córnea, tiros e ferimento grave quando do proplapso do olho por ser chutado ou atropelado por um carro. Outros ferimentos podem ser induzidos quimicamente, como spray de pimenta ou queimaduras de sabões ou tinta na córnea. Também podem ocorrer secundários a mordida periocular de insetos. A chave para qualquer ferimento ocular é procurar atenção veterinária imediata e prevenir mais traumas ao olho. O animal ferido freqüentemente quer esfregar o olho, e isto não deve ser permitido. É uma boa idéia ter um colar restringente em forma de cone (um colar elisabetano) em mãos, que foi feito especialmente para seu animal. Procurar ajuda veterinária imediata e colocar um colar elisabetano no animal pode fazer a diferença entre um olho cego e um visual, ou se o olho precisar ou não ser removido. Freqüentemente, no entanto, o ferimento é tão grave que não importa o quão cedo o animal é tratado pelo veterinário, o olho não pode ser salvo. É uma boa idéia perguntar para seu veterinário se ele acha que seu animal deve ser levado a um oftalmologista veterinário para avaliação, se você está disposto a ser referido a um especialista. Um dos tipos mais freqüentes de ferimento ocular encontrado é quando o “Novo Filhotinho Conhece um Gato”. Só é necessário uma fração de segundo para um gato decidir se o filhotinho é um amigo ou um adversário, e, neste espaço de tempo, a pata ataca o olho brilhante. Um ferimento de garra de gato freqüentemente é bem sério, mas inicialmente pode não parecer. Unhas de gatos são sujas, e quando uma delas fere um olho, também coloca uma grande quantidade de bactérias na ferida. Infecção secundária pode se desenvolver, e se a lente for rompida pela garra a sua ruptura pode levar a remoção cirúrgica do olho, a menos que a lente ferida seja removida assim que possível pelo oftalmologista veterinário. Mesmo se a lente é removida, o olho ainda está sob alto risco de não-retorno da visão. Se a unha do gato lacerou apenas a córnea, a sutura fechada da ferida feita por um oftalmologista veterinário pode ter sucesso em salvar o olho. Outro ferimento ocular freqüente é de mordidas caninas. Freqüentemente um filhote recebe um ataque, tendo estado perto demais da comida do cão maior. Freqüentemente o olho sofre proptose ou pelo menos fica muito machucado e contundido. Se o olho é “espremido” pela mordida, pode parecer relativamente OK imediatamente após o ferimentos mas na verdade está gravemente ferido internamente podendo haver desligamento retinal, hemorragia e/ou glaucoma, para não mencionar catarata e/ou ruptura da lente. Pense no olho como uma bola macia. Se a bola recebe um soco forte, ela se entortaria profunda e rapidamente, e então retornaria rapidamente à sua forma normal. Olhos são muito sensíveis, e se feridos nesta maneira danos irreparáveis podem ocorrer bem rápidos. Proptose é outro ferimento freqüente do olho em cães, particularmente cães de rosto plano. Pugs, Shih, Tzus e Pequineses todos têm rostos planos e encaixes oculares superficiais. Os encaixes superficiais e as grandes aberturas palpebrais os colocam sob maior risco de ocorrência de proptose. Um olho forçado para fora da órbita é uma emergência, e deve ser recolocado no encaixe ocular por um veterinário assim que possível. Até você chegar em um veterinário, mantenha o olho úmido com uma solução fisiológica estéril, ou (em último caso) água. Se você tiver lágrimas artificiais, elas também podem ajudar, mas é importante manter os tecidos úmidos e o paciente quieto. Não dê aspirina ou qualquer outra medicação para dor – deixe o veterinário decidir que tipo de analgésico. Não deixe o cão esfregar seu olho, e tire sua água e comida, já que o cão provavelmente será anestesiado para que o olho seja recolocado em seu encaixe. Mesmo após a colocação do olho há risco significativo que não recuperará a visão, e pode eventualmente requerer remoção cirúrgica (enucleação). Algumas vezes o olho que sofreu proptose pode ser salvo, mas precisa de cirurgia plástica para protegê-lo (cantoplastia ). Se o trauma ocular é tão grave que o olho deve ser removido (enucleação), existem dois métodos de remover o olho. Um é a enucleação padrão, em que o olho é removido e as pálpebras fechadas permanentemente. O animal não sentirá falta do olho psicologicamente, ao contrário do dono. Esta cirurgia pode ser realizada por seu veterinário, e geralmente não requer que um oftalmologista veterinário a realize. No entanto, há um segundo método de cirurgia, que é mais cosmético, onde é feita a colocação de uma prótese orbital. Esta cirurgia é realizada por um oftalmologista veterinário. O olho é removido, mas logo antes as pálpebras serem suturadas fechadas, uma bola prostética estéril é colocada no encaixe, e então as pálpebras são fechadas. Esta bola escondida (prótese orbital) impede que a pele da pálpebra se afunde no encaixe (que seria o caso com a enucleação padrão), e faz com que o animal pareça estar simplesmente de olho fechado. Animais em que a prótese orbital não é recomendada: pacientes com encaixe ocular infectado, e pacientes com rostos extremamente planos e encaixes muito superficiais. Com ambos os métodos cirúrgicos o tempo de cura geralmente é duas semanas, e é melhor se um colar elisabetano é colocado no animal pós-operatoriamente para impedir auto-trauma. Há ainda a prótese intra-orbital. Este artigo informativo não pode possivelmente lidar com todos os tipos de trauma ocular em animais domésticos. Mantenha em mente que cada ferimento é único, e o tratamento para cada ferimento é específico para cada olho e para cada paciente em particular.

Serviços
Radiologia Digital
Para exames suplementares em casos de fraturas ou apoio diagnóstico, o setor de radiologia esta habilitado para f [+]
Unidade Móvel
Possuimos 3 (três) veículos, 2 (duas) motos adaptadas e uma carreta para moto para todos os proce [+]
Fisioterapia
Dentre as novas áreas de atuação, a fisioterapia tem papel de destaque no cuidado dos animais devid [+]

Copyright @ 2013 SOS Animal. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Azul Interativa